Sabotagem: não deixe que ela prejudique seu aprendizado de inglês


Sabotagem

Você começou a estudar inglês. O nível de empolgação é altíssimo – a cada aula, aprende algo novo. Sua fluência já ultrapassou o the book is on the table e, pouco a pouco, você vai ganhando confiança nas suas habilidades. Até já se arrisca a traduzir algumas frases que vê no Facebook, falar umas outras, e fica feliz porque conseguiu entender o refrão daquela música romântica que você ouve todas as noites na novela.

sabotagemDe repente, no meio de um programa sobre medicina, seu irmão pergunta: “Como se diz “vesícula biliar” em inglês?” Primeiro, você gela. Depois, sente um calor no rosto. E responde: “Não sei”. “Como assim”, pergunta seu irmão, “você tá nessa aula de inglês pra quê? Não sabe nada? Não aprendeu nada até agora?”

Você acaba de ser sabotado.

Cf. Como se diz “vesícula” em inglês?

A situação se repete com frequência. Pode partir do irmão, chefe, pai, mãe, amigo e até namorado ou namorada. E muitas vezes nos faz esquecer de todo o progresso que estamos fazendo nos nossos estudos. Este é justamente o momento no qual muitas pessoas desistem. A sabotagem pode se apresentar como uma pergunta sobre vocabulário que, talvez, você não saiba nem o que significa em português, ou que nunca usa no seu dia a dia. Às vezes, o sabotador pede que, no meio do shopping, você traduza uma música que está tocando como som ambiente. Outras vezes, assistindo à TV, você é convidado a fazer a tradução simultânea do rapper jamaicano que acabou de sair do show e está agitadíssimo, falando em meio a uma multidão de fãs que gritam sem parar.

Cf. Qual é a diferença entre “CHIEF”, “BOSS” e “CHEF”?

Ou seja, cada uma dessas situações exige um tipo específico de preparo. E tempo de estudo. Mesmo para um estudante que já esteja em um nível bastante avançado, ou para quem fala fluentemente, este tipo de interação com o idioma está se apresentando em circunstâncias adversas. Só pra você ter uma ideia, o treinamento para tradução escrita tem características diferentes da formação do intérprete que se dedicará à tradução simultânea de eventos.

Cf. Tradução Simultânea, Oscar e Porta dos Fundos

Lembro de uma aluna que, no nível avançado, fez uma entrevista online em inglês, e conseguiu uma vaga em uma empresa sueca. Ela estava radiante, até que foi sabotada. Pelo pai. Ele queria saber como dizer “barlavento” em inglês. Palavra que ela não conhecia – nem em português! E teve que ouvir toda a conversa sobre tempo e dinheiro jogado fora. Por pouco ela não desistiu do emprego dos sonhos.

Cf. Dicas para se sair bem na entrevista em inglês

O objetivo deste artigo é, em última análise, fazer com que você não se deixe abalar por esse tipo de sabotagem. Se é impossível conhecer absolutamente todas as palavras da sua própria língua, como achar que seria possível fazê-lo em um idioma estrangeiro? Se for oportuno, explique ao seu interlocutor (especialmente se for seu chefe!) os motivos pelos quais você não conhece aquela palavra em inglês, mas que terá prazer (e curiosidade) em pesquisá-la. Se for um pedido de tradução simultânea, seja de filme, música ou celebridade falando na TV, argumente que as pessoas que exercem essa profissão passaram por anos de preparação específica para fazer esse trabalho.

Enfim, encare a situação com leveza. Não deixe sua auto-confiança ser sabotada. Cada vez que me perguntam algo que não sei, corro para a internet e pesquiso, o que só faz com que o meu vocabulário aumente. Ou seja, em vez de encarar esses acontecimentos como sabotagem, eu os vejo como oportunidades de crescimento.

Cf. Como pesquisar no Google

sabotagemA propósito, quando a minha aluna, quase aos prantos, me contou a sua história, pesquisamos o termo juntas. “Barlavento” é termo náutico que indica de que lado está soprando o vento, e em inglês é windward. Live and learn!

Cf. Como falar inglês fluente?
Cf. Como se diz “vivendo e aprendendo” em inglês?
Cf. Os 10 erros mais comuns de quem estuda inglês

Você já passou por situação parecida? O que você fez? O Ulisses, responsável pelo Tecla SAP, contou um episódio parecido no post “Não me lembrei de como se diz “penca” em inglês! E agora?“. Por favor, conte a sua história nos comentários e enriqueça o debate. Obrigada!

Adriana Pereira Santos, formada em Letras pela UFBA, é professora de inglês e colaboradora do Tecla SAP.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s